O CONCEITO GAY

tumblr_mqf0zmbffu1qh7h76o1_500
O que o Félix tem a dizer sobre isso?

É comum ouvirmos alguns jovens homossexuais dizer: – Sou gay, mas não sou efeminado, sou discreto! Fulana é lésbica masculina ou feminina… E dentro destes dizeres surge um conceito separatista: o gay másculo e o gay fêmea; a lésbica macho e a lésbica fêmea.

No entanto, não se observa que a homossexualidade é uma condição, independente do jeito de ser do indivíduo. Discreto; indiscreto; masculinizado; efeminado, gay é gay, lésbica é lésbica.

Diante desta situação, vamos conceituar de forma breve o que é ser gay. Vejamos: O homossexual masculino, geralmente chamado de gay é aquele que sente atração física por outro homem, logo, são dois homens que irão se relacionar, ficar etc. E isso, independe da disposição dos corpos durante o ato sexual – ativo e passivo. Então, a mulher da relação nunca vai existir!

A Homossexual feminina, referenciada como lésbica, é aquela cuja atração física se dá por outra mulher, logo, são duas mulheres que levarão adiante um namoro, uma ficada ou o que decidirem, não importando também suas posições durante a relação sexual. Portanto, inexiste o homem da relação.

Certo, Raven?

Quanto aos gestos ou expressões, tanto de gays como das lésbicas, seja no modo de agir, seja no modo de falar ou de vestir-se, estão intimamente ligado as suas personalidades, seus estilos, suas vontades e não a um padrão homossexual de ser. Mulher vaidosa, mulher despojada, é mulher. Homem expressivo, homem inexpressivo, é homem.

Na sociedade há homens heterossexuais extremamente zelosos por sua aparência e mulheres de igual orientação, completamente despreocupadas com os padrões de beleza; maquiagem etc., deixando claro que tais condições não mudam seus gêneros.

É certo que entre amigos homossexuais – gays e lésbicas, num momento de descontração e diversão, surgem jargões para satirizarem um ao outro. Porém, com respeito entre si, sem maiores desconfortos.

Tal conceito e descrição do ser gay, estendemos aos bissexuais e transsexuais, conforme tratados neste texto. Com a ressalva de que eles não são indecisos, tendo cada qual a sua condição.

Portanto, fica a dica que GAY MACHO E GAY FÊMEA; LÉSBICA MACHO E LÉSBICA FÊMEA, BI OU TRANS CONFUSO NÃO EXISTEM! São simplesmente estereótipos vividos por alguns homossexuais, que se não atentado ao real conceito de ser gay, causa um separatismo desnecessário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *