ESTOU NUM CASAMENTO HÉTERO, O QUE FAÇO?

Eis uma condição delicada, e apesar de sermos solidários a situação não temos o direito de afirmar qual a melhor atitude. Aliás, ninguém além de você mesmo possui o poder de decidir como proceder. Falar a verdade; separar; continuar casado…

É uma escolha difícil…

Dessa forma, vamos elencar de maneira sucinta os prós e contras, dentro das possibilidades mencionadas acima.

Aos conhecedores da doutrina da CCB, é sabido que o divórcio não é visto com bons olhos. Sendo assim, os riscos que se corre ao optar pela separação será: perda da liberdade na igreja – testemunhar; orar; chamar hino, e sendo músico; organista; encarregado de orquestra entre outros, por certo perderá o direto de exercer seu ministério ou cargo.

Por tratar-se de um assunto que ainda é tabu em nossa sociedade, há infelizmente o risco de ser repudiado pelo seu cônjuge e família ao expor sua sexualidade. Contudo, é possível também receber apoio e compreensão. Não se pode prever a reação sem uma decisão tomada. No geral, é necessário entender que para o esposo (a) não será fácil lidar com tal situação, pois envolve questões sentimentais, uma delas a sensação de ter sido enganado. E claro, sabemos o quão difícil é para você se abrir e falar da sua sexualidade.

Todavia, o mais importante é decidir-se com calma sobre qual o melhor caminho para você leitor. Libertar-se, viver feliz e em paz ou levar adiante a condição na qual está, dispondo-se a honrar o compromisso firmado no seu casamento.

Interiormente temos a resposta, porém, às vezes, necessitamos de uma “luz”. Assim, recomendamos buscar auxílio profissional através de um psicólogo, que o ajudará a lidar com tal situação.

Independente da decisão, ambos os caminhos serão difíceis a princípio. Mas, assim é feita a vida, de escolhas. Vivemos entre ações e reações, erros e acertos. A condição de felicidade depende exclusivamente de nós!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *