BATISMO


Qual de vós batizado não pensou que após a imersão nas águas seria liberto da homossexualidade? E ao não batizado, por sentir-se sem direito a vida eterna temeu o batismo?

Digamos ser “normal” pensar desta maneira, uma vez que por falta de conhecimento fomos condenados ao inferno. Mas, conforme se vê em I João 4:13-15  não há espírito maligno em nós.

Cristo nunca fez acepção de pessoas, amou a todos compreendendo a situação de cada um, principalmente dos desprezados. Para o Mestre importava o coração, que estando disposto recebia e contemplava Suas grandes obras. Será que hoje seria diferente? “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; aos que crêem no seu nome… E todos nós recebemos também da sua plenitude, e graça por graça. Porque a lei foi dada por Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo.” João 1:12,16-17.

Ainda assim, muitos insistem em nos condenar e para justificar seu preconceito ou repulsa sem fundamento diz: Deus ama o pecador e não o pecado. Porém, se considerado este argumento, podemos dizer que quanto maior o pecado, maior o perdão e a aproximação que o indivíduo tem com Deus. Mais do que aquele no qual julga-se não ser pecador ou pensa ter poucos pecados. Observem neste sentido a passagem de Lucas 7:37-50. Mencionaremos a seguir o seu trecho final:

Por isso, te digo que os seus muitos pecados lhe são perdoados, porque muito amou; mas aquele a quem pouco é perdoado pouco ama.  E disse a ela: Os teus pecados te são perdoados. E os que estavam à mesa começaram a dizer entre si: Quem é este, que até perdoa pecados?  E disse à mulher: A tua fé te salvou; vai-te em paz.”

Dessa forma, podemos observar que o batismo ocorre inicialmente por meio da fé, o qual nos permite receber Cristo em nosso coração reconhecendo-O como único Salvador. E junto a isso, passamos a compreender também que a missão de Jesus para com todos os homens foi curar seus males interiores, tais como: o ódio; a inveja; ciúme e afins que corrompiam suas almas. Assim, quem se permitia era de fato transformado em um novo ser. Quanto ao batismo por imersão nas águas não precisas temer, pois este é como se fosse uma oficialização do compromisso que por fé, já fizeste com Cristo e seus preceitos no teu coração, dependendo apenas do local em que sentirá desejo de frequentar, sê na CCB ou qualquer outra instituição religiosa..

Lembrem-se: “Porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo. Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa.” Gálatas 3:27-29.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *