RETORNANDO A PRESENÇA DE DEUS

Muitos se questionam sobre o fato de voltar a igreja, de como será a aceitação da parte de Deus, pois há tempos encontra-se sem forças até de orar. E então, a sensação de peixe fora d’água toma os teus pensamentos causando mais dúvida, outrora, tristeza. Mas, se até você chegou à palavra de Deus e o esclarecimento, realçando assim tua esperança, não temas ou turbe teu coração, porquanto vejamos o que Jesus nos falou:

Porque o filho do homem veio salvar o que se tinha perdido. Que vos parece? Se algum homem tiver cem ovelhas, e uma delas se desgarrar, não irá pelos montes, deixando as noventa e nove, em busca da que se desgarrou? E, se porventura a acha, em verdade vos digo que maior prazer tem por aquela do que pelas noventa e nove que não se desgarram. Assim também não é vontade de vosso Pai, que está nos céus, que um destes se perca. Mateus 18:11-14.

Parece controverso a nós gays, seja aos que perderam a liberdade dentro da igreja ou foram feridos dizer: Vou congregar, não é verdade? Todavia, o ato de congregar – termo comumente utilizado por nós membros da CCB, apesar de ser visto como a máxima da liberdade ou até de obrigação para alguns, não é o que realmente define nosso direito de louvarmos ao Criador e sim a fé presente no coração.

Sendo assim, por que congregamos? Vejamos: Quando entoamos um hino a Deus é o mesmo que dizer: Senhor, eis aqui um cântico o qual de coração te ofereço. “Cantai alegremente a Deus, nossa fortaleza; celebrai o Deus de Jacó.” Salmos 81:1. Da mesma forma sucede-se aos músicos e organistas no tocar do seu instrumento. “Louvai ao SENHOR! Louvai a Deus no seu santuário; louvai-o no firmamento do seu poder. Louvai-o pelos seus atos poderosos; louvai-o conforme a excelência da sua grandeza. Louvai-o com o som de trombeta; louvai-o com o saltério e a harpa. Louvai-o com o adufe e a flauta; louvai-o com instrumento de cordas e com flautas. Louvai-o com os címbalos sonoros; louvai-o com címbalos altissonantes. Tudo quanto tem fôlego louve ao SENHOR. Louvai ao SENHOR!” Salmos 150:1-6.

99469-ccb_interiorPor fim, quando oramos, Deus também está presente, visto ser um momento em que com Ele conversamos, confessamos nossas faltas, fraquezas, agradecemos… Além disso, são as orações recebidas como incenso suave às Suas narinas. E este é o motivo pelo qual congregamos: para honrar, louvar e agradecer a Deus por todo o bem que nos tem feito, num ato voluntariamente sincero, de todo coração.

diego-3-86e02ed17c34f539d222c7d575adc4b6Se mesmo assim não anseia mais congregar por falta de força, fé ou por outros motivos, e fora isso perdeu o desejo de frequentar qualquer outra igreja, nunca se esqueça: Deus ama tua alma! Portanto, louve-O de alguma forma. Toque seu instrumento em casa, pegue aquele hinário que há muito tempo está guardado e cante seu hino preferido. Pegue seus recitativos antigos, escolha um deles e releia o livro e versículo nele indicado. Enfim, caso não tenha recitativos, abra sua bíblia e leia-a com o coração e mente voltados para Deus, rememorando o sacrifício feito por Seu filho Jesus Cristo a todos nós, pois, certamente conforto acharás.

A ofensa foi tanto a ponto de fazê-lo (a) renegar tudo ligado a CCB? Sem problemas com isso também! Eis que poderá louvar a Deus de muitas outras maneiras, tais quais: orando; se for músico, por exemplo, crie uma partitura, um cântico, uma música, porém, faça de todo coração ao Pai Celestial. Exercite a caridade, isso também faz parte do servir a Deus! Somente não cometam o erro de associar a falta de entendimento do homem que o feriu com a vontade do Criador, porquanto, Este nunca machucou e jamais desprezará um filho teu. “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16)

Assim, aprendam a servir a Deus com a fé e o amor que por Ele há em seus corações. Resgate isto dentro de ti. Se porventura não houver portas abertas de quaisquer igrejas deixaremos então de servir ao nosso amado Senhor? E antes que diga: Não sou santo, nem santa, atenha-se que a santidade está ligada a fé que você possui dentro do coração para com Deus e não da maneira como estás. “E, tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor e não aos homens, sabendo que recebereis do Senhor o galardão da herança, porque a Cristo, o Senhor, servis.” Colossenses 3.23-24.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *